post-title Zigurats, a Cidade Misteriosa de Mato Grosso do Sul

Zigurats, a Cidade Misteriosa de Mato Grosso do Sul

Zigurats, a Cidade Misteriosa de Mato Grosso do Sul

Zigurats, a Cidade Misteriosa de Mato Grosso do Sul

Nunca havia ouvido falar em Zigurats até um seguidor comentar comigo pelo Instagram. Foi quando pesquisei a respeito, acendendo a minha curiosidade.

39 km de estrada de terra a partir da cidade de Corguinho que leva a Zigurats

Passava uma temporada no MS, mais precisamente em Campo Grande e a tal da cidade misteriosa, palco de seres extra terrestres estava a 125 km de mim via MS 080, Rochedo e Corguinho. São 40 km de estrada de terra, difícil, acidentada e aconselho um 4×4 ou um carro alto para vencer o caminho.

Casa típica em forma de disco voador da cidade de Zigurats, MS

Pesquisei mais a respeito da cidade misteriosa e vi que havia muito além do que histórias de ETs e discos voadores. O local é administrado pela Associação Dakila Pesquisas que quer transformar Zigurats em um grande campo de pesquisa aliado à sustentabilidade. A palavra Zigurats significa construções escalonadas, as quais foram encontradas em diversas civilizações antigas; já Dakila é um termo para sábio de si mesmo e buscadores do mundo.

Cheguei lá por volta das 10 h, parei em uma pousada para pedir informações e fomos muito bem recebidos pelos moradores do local. Tomei conhecimento que para conhecer os pontos turísticos de Zigutats era necessário fazer um agendamento prévio com a empresa de turismo deles, ZiguraTour, fone 67-98033999, que abriu uma exceção me colocou em um tour pela cidade. Fui atendidos pela Ligia e pelo Marcus, que por sinal são irmãos. Lígia foi quem me guiou pela mini monumento escalonado, onde adentrei. O local é um mini pirâmide com 3 níveis, com paredes espessas e recheadas de cristais. Tudo isso para o visitante ter uma experiência energética única. Dentro do monumento há uma cozinha completa e um espaço para reuniões, um dormitório e janelas em pontos específicos que apontam para lugares estratégicos da cidade.

Posteriormente, levou-me a conhecer as fundações da pirâmide escalonada que está sendo construída que mede 63 metros de largura, comprimento e altura. Segundo os associados, “esse ousado monumento e empreendimento contará com centros de lazer, cultura e turismo. Abrigará museu, cinema, salas comerciais, salas temáticas e centro de convenções. E por se tratar de um grande gerador quântico, possibilitará o desenvolvimento de pesquisas, a realização de experimentos e a produção de conhecimentos revolucionários”. Fomos ainda conhecer o que eles chamam de AKASA, onde será construído um grande hospital humanizado e atualmente é conhecida como a casa do ET Bilu.

Zigurats é incrível em vários aspectos, a cidade possui uma moeda própria, a qual chamam de BDM com cotação de R$ 8 para 1 BDM. Também produzem e exportam vinhos – 067 vinhos, assim como possuem uma linha de cosméticos fabricados com matéria-prima da região.

As casas também são uma atração a parte. Em formato de discos voadores, elas possuem o teto amantado com um exaustor na parte superior. Tivemos a oportunidade de saborear um bom café e ter um bom bate-papo na casa da Lígia, onde terminou minha experiência.

Logo depois, fomos conhecer o Centro Tecnológico de Zigurats e seu observatório. Construído em cima de um morro, é possível observar toda a cidade em uma visão privilegiada.
Marcus, pesquisador responsável pelo local, forneceu-me todas as informações mostrando vídeos a respeito do ET Bilu, sobre a Terra convexa e muito mais.

O passeio foi incrível e aconselho a todos a visitarem e conhecerem turisticamente a cidade. Entretanto, o que mais me chamou a atenção foi a generosidade e hospitalidade de todos que me receberam. Desde o primeiro momento fui muito bem tratado e todos os diálogos foram diretos e de maneira muito respeitosa.

Para mais informações, clique aqui e você cai direto no site deles. Aproveite Zigurats!

Sobre Nestor Freire

• Ciclista Profissional de Expedições • Escritor • Palestrante • Idealizador do Projeto Giraventura. "Uma Jornada de Bicicleta, que busca uma reflexão filosófica sobre as experiências vivenciadas durante os vários trajetos e percursos pedalados pelo mundo."