post-title Por que você deveria começar a Escalar?

Por que você deveria começar a Escalar?

Por que você deveria começar a Escalar?

Por que você deveria começar a Escalar?

Meu nome é Patrícia Antunes, sou de Belo Horizonte, tenho 34 anos. Sou Atleta Profissional de Escalada Esportiva e faço parte da Seleção Brasileira. Sou Bi Campeã Brasileira; Oito vezes Campeã Mineira e Terceiro lugar no Ranking Brasileiro de 2019. Também fui homenageada em 2019 pela Secretaria do Esporte de Minas Gerais como Atleta Destaque.

Em 2007 me graduei em Relações Públicas, porém tive poucas chances dentro desta área. Surpreendentemente a própria Escalada resgatou essa profissão e me deu a oportunidade de atuar como RP.

Ser Atleta exige dedicação aos treinos e muito preparo físico, mas aquele que sabe se comunicar e cria sua rede de contatos, tem maiores vantagens na hora de conquistar um Apoio ou até mesmo um Patrocínio.

Hoje tenho Patrocínio da Drogaria Minas Brasil e da Fila Brasil, além do Apoio da Rokaz Ginásio de Escalada, da SBI Outdoor Equipamentos, da Potti Romã Lingerie e da Khappy Kombuchas.

Devido ao crescimento exponencial de usuários de redes sociais, a internet possibilitou que nos tornássemos pequenas “celebridades”, então, nas horas vagas trabalho minhas mídias criando conteúdo sobre Esporte, Estilo de Vida, Bem Estar, Autoconfiança e Empoderamento Feminino, desenvolvendo materiais como fotos, vídeos e textos para marcas.

*Fotografia Capa: Tay Canuto

Nunca é tarde para iniciar

Entendo que é normal as pessoas pensarem que o ideal para um atleta conquistar o que conquistei até hoje, e se manter por mais tempo na carreira, é iniciar no esporte o mais cedo possível.

Infelizmente não tive esta oportunidade, comecei a escalar aos 22 anos, mas ainda sim não foi tarde para que me envolvesse tanto. Há 12 anos a Escalada me escolheu e hoje ser escaladora é meu estilo de vida, minha profissão, meu lazer, minha forma de meditação e minha válvula de escape.

Sorte minha! Ela me proporciona oportunidades ímpares na carreira e na vida, nunca mais tomei qualquer decisão sem pensar se aquilo afetaria meu contato com a Escalada diariamente.

Sou apaixonada pelo que faço e me sinto muito privilegiada por poder lidar dia a dia com uma paixão que também é a forma como ganho a vida.

Deixar fluir naturalmente também faz parte da vida

No início ser atleta não estava nos meus planos, havia acabado de me formar e tinha muitas metas como RP, escalava somente por lazer. Mas a coisa foi acontecendo, como tinha que ser. Fiz amigos, conheci meu marido, tomei gosto por treinar para escalar na rocha e competir. Antes de conhecer esta modalidade nunca havia experimentado a vida outdoor.

Meus pais sempre me incentivavam a praticar esportes, mas não me encorajavam a ir para o mato, eu sequer fui acampar antes de conhecer a Escalada. Em 2009, já na primeira competição com apenas seis meses de prática, conquistei meu primeiro troféu de segundo lugar na categoria amador. Neste mesmo ano fiz minha primeira Climb Trip pela França, aonde tive os melhores 25 dias da vida!

Já nas competições, as disputas na resina começaram a fazer parte da minha rotina de forma muito natural e orgânica, foi acontecendo e quando percebi já estava totalmente envolvida com os campeonatos e os treinos planificados.

Desde então eu já sabia que precisava investir na carreira de Atleta Profissional. Foram diversas competições e muitas derrotas quando finalmente, em 2014, conquistei minha primeira medalha de ouro em um festival de Boulder, na Abertura de Temporada de Escalada do Rio de Janeiro, na Urca, RJ.

Mulher praticando escalada outdoor *Fotografia: Acervo Guia do Esporte

Quando descobrimos que estamos no caminho certo

Nunca esquecerei esses dois dias de competição, foram super importantes para me mostrar que estava no caminho certo. Dalí em diante comecei a me dedicar com mais afinco e provar pra mim mesma que aquela força e determinação estavam ali dentro de mim, só precisavam ser trabalhadas.

Ainda em 2014 tive a oportunidade de competir pela primeira vez na categoria Pró, e conquistei a medalha de prata, passando bem pertinho do ouro. Aquilo mudou o meu mindset,e me mostrou que estava bem perto do meu objetivo de ser campeã. Foram mais três anos de batalha quando, em 2017, conquistei meu primeiro título e em 2019 o segundo.

Quero começar!

Mas você deve estar me perguntando: “ok, conheci um pouco da sua trajetória, mas como eu começo a escalar hoje? Eu não quero ser atleta, preciso me dedicar tanto assim? ” Primeiramente, você vai dedicar o tempo que tiver. Mas eu já vou avisando, você vai ficar tão envolvido que vai querer dedicar muito mais do que imagina.

Falando da parte prática, eu aconselho que você procure um ginásio de escalada mais próximo. Lá eles terão equipamentos adequados, instrutores treinados e um ambiente controlado para sua segurança. Além disso, tem uma coisa que você vai precisar e que é essencial para iniciar: vontade! E se você pensa que está velho demais, se espelhe na minha história.

Eu comecei tarde e conheço pessoas que começaram mais tarde do que eu e que também se sentem agradecidas por terem começado a escalar. Assim como pessoas mais novas que já sabem que nunca deixarão de praticar.

Não existem barreiras quando se tem vontade

A Escalada não tem barreiras: não precisa ser super forte, nem super magro, nem alto, muito menos baixo, basta o querer. Ela te coloca em situações de desafios com você mesmo, com seus medos e suas inseguranças, e te mostra o caminho para encontrar aquela força e coragem que estavam adormecidos ai dentro.

A Escalada sempre vai ter algo a te ensinar, te colocando em momentos em que você vai precisar de determinação, de foco, objetivo e atenção. Vai te ajudar a assumir riscos calculados, cuidar da sua e da segurança de outros, observar quais são seus obstáculos e prever os caminhos possíveis para alcançar seus objetivos.

Mas se você estiver em um beco sem saída, está tudo bem pois você vai poder parar, descansar e enxergar tudo mais fácil quando estiver pronto. Você vai ter vários momentos de meditação e autoconhecimento, de atenção plena no momento e na tarefa.

Vai te mostrar que cada pequena vitória pode e deve ser comemorada. Vai promover a sua saúde, pois você vai passar a comer pensando no melhor combustível para seu corpo; você vai dormir melhor e até trabalhar melhor. Vai proporcionar mais tempo em ambientes naturais, longe do tumulto, da poluição e do caos das grandes cidades. Você provavelmente não vai mais viajar sem pesquisar ao menos um ginásio para fazer uma session de Boulder.

Escalada
Mulher praticando escalada indoor *Fotografia: UBT Escalada

Ou então, vai procurar o pico de escalada mais próximo pra dar uma escaladinha. Vai querer comprar a melhor sapatilha, uma boa cadeirinha, uma corda 8.9mm, o melhor freio, as costuras mais leves, a mochila mais confortável…um investimento que pode ser feito aos poucos e que vai melhorar muito sua experiência e sua conexão com a prática!

Ser escaladora é uma paixão que faz meu coração bater mais forte. Ter de enfrentar meus medos diariamente, ser forte, ter disposição, disciplina, foco e motivação são ensinamentos que este esporte me proporciona diariamente.

Olhar para trás e recordar minha trajetória me enche de orgulho e me inspira a querer ir cada vez mais alto e motivar as pessoas, principalmente mulheres, a experimentarem esta prática. Existem muitos desafios difíceis que já enfrentei e muitos a serem encarados, mas esse assunto fica para um próximo momento.

Sejam bem vindos a este mundo maravilhoso da Escalada!

Sobre Pati Antunes

• Graduada em Relações Públicas • Atleta Profissional Seleção Brasileira de Escalada Esportiva • Campeã Brasileira Boulder e Dificuldade • Campeã Overall Dificuldade • Oito vezes Campeã Mineira • Terceiro lugar no Ranking Brasileiro 2019