header image
archive-title Remo
Remo

Remo

COMO TUDO COMEÇOU

A primeira representação de um barco a remo foi descoberta na Finlândia e data de 5800 a.C., e a mais antiga regata de que se tem registro aconteceu em Veneza, em 1274, quando competiram gondoleiros e barqueiros. O esporte ingressou nos Jogos Olímpicos em Atenas 1896, mas teve a regata cancelada por conta do mar revolto.

Quatro anos depois, em Paris 1900, o torneio pôde enfim acontecer. O remo, então, entrou de vez no programa Olímpico. As mulheres competem desde Montreal 1976.

SOBRE A COMPETIÇÃO

São 14 eventos: oito para homens e seis para mulheres. Cada regata pode ter até seis barcos. As equipes avançam na competição de acordo com o sistema definido pela Federação Internacional de Remo. A prova de 2.000m é percorrida em linha reta, com marcações a cada 250m.

Cada barco tem a sua própria raia, de 13,5m de largura. Figura curiosa no mundo do remo, o timoneiro atua como um técnico dentro do barco: orienta as táticas da equipe e dita o ritmo da remada e a direção do barco, além de motivar os remadores e comunicar as posições dos adversários.

VOCÊ SABIA?

Em Melbourne 1956, o soviético Viktor Ivanov comemorou tanto a medalha de prata conquistada com o companheiro de equipe Igor Buldakov, que a deixou cair no lago Wendouree. Após a competição, meninos de uma escola local saíram à procura da medalha. Andrew Hemingway, de 13 anos, a encontrou e devolveu ao campeão. (Fonte: Rio2016)

» Olímpico / Paralímpico

Mostrando 6 de 6 itens

Contagem:
Ordenar por:
Ordem: