header image
archive-title Nado Sincronizado
titleName

Nado Sincronizado

COMO TUDO COMEÇOU

Apelidado de “balé aquático”, o nado sincronizado se popularizou na América do Norte durante os anos 1940 graças à estrela de cinema Esther Williams. Uma década depois as primeiras regras de competição foram formalizadas, permitindo que a disciplina se desenvolvesse até ingressar nos Jogos Olímpicos em Los Angeles 1984. Até hoje a participação é exclusividade das mulheres.

SOBRE A COMPETIÇÃO

As atletas são avaliadas em três quesitos: execução, dificuldade e impressão artística – que inclui coreografia, interpretação da música e forma de apresentação. O tempo para a performance de duetos pode variar entre 2min20s e 3min e, para as equipes, de 2min50s a 4min.

Durante as apresentações, as atletas não podem usar o fundo da piscina para se apoiar ou ajudar uma companheira. As piscinas possuem sistemas de som dentro d’água para que as atletas acompanhem a música da coreografia.

Na apresentação por equipes, cada país deve inscrever nove atletas, mas apenas oito podem participar da competição. Biquínis são proibidos, e maiôs são obrigatórios. Dependendo do tempo que a atleta fica submersa, um clipe nasal pode ser utilizado para impedir que a água entre no nariz. (Fonte: Rio2016)

Mostrando 6 de 6 itens

Contagem:
Ordenar por:
Ordem:
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE